sexta-feira, 29 de junho de 2012

Soberano - Samuel Mizrahy


#ficarnamorarcasar

(clique para ampliar) 


Pense Nisso

Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Se alguém comer deste pão, viverá para sempre. Este pão é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo". João 6:51

Ajuda a Caminho!

Conheço o lugar em que habitas, onde está o trono de Satanás… — Apocalipse 2:13
Fico me questionando se quando 33 mineiros ficaram presos em uma mina chilena subterrânea, sentiram-se totalmente perdidos e fadados a uma morte lenta e dolorosa. Imagine como se sentiram alegres quando receberam a mensagem do alto dizendo que a equipe de resgate sabia exatamente onde estavam e que o processo de retirá-los de lá já havia começado!
Há momentos em nossas vidas em que sentimos que estamos presos em um lugar muito ruim. Ansiosos e sozinhos, desesperamo-nos por estarmos sem opções e por ninguém entender o que realmente se passa em nossas vidas. Mas nessas ocasiões precisamos nos lembrar das palavras consoladoras de Deus aos cristãos primitivos que estavam presos em um mundo em que a presença de Satanás dominava tudo ao seu redor: “Conheço o lugar em que habitas…” (Apocalipse 2:13). O Pai celestial não havia deixado de notar sua situação. E conforme eles fossem fiéis a Ele, o Senhor os sustentaria até os resgatar e levá-los em segurança para casa (v.17).
O fato de Deus saber o que acontece em sua vida e de Ele estar ciente da dificuldade da situação em que você está, traz a confiança e a força necessária para vivermos para a glória dele. Encoraje-se. Lembre-se das palavras consoladoras de Deus. A ajuda está a caminho!

Nossa maior esperança aqui embaixo é a ajuda de Deus vinda do alto.

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Estou contigo - Jotta A


Programe-se


Na próxima semana, 02 à 07 de julho de 2012, acontecerá o Instituto de Inverno promovido pela Abanc, Associação Norte da Capital. O Ministério de Louvor da  igreja participará do culto de quinta feira, 05/07/2012. Serão momentos preciosos na presença de Deus. Todos estão convidados!

Pense Nisso




Em louvor à soberania

Nos céus, estabeleceu o Senhor o seu trono, e o seu reino domina sobre tudo. —Salmos 103:19
No livro de James Fenimore Cooper O último dos moicanos, conhecemos o personagem chamado David Gamut. Ele é um cristão devoto que se deleita em musicar os Salmos e cantá-los independentemente das circunstâncias que a vida coloca em seu caminho. Gamut acredita que podemos confiar em Deus em crises e em bons momentos. Ele vive uma vida em louvor à soberania de Deus, ao Seu poder supremo, Sua autoridade e Seu controle sobre o mundo.
A Bíblia nos relata sobre outro Davi, uma pessoa de carne e osso que tinha familiaridade com circunstâncias imprevisíveis da vida e que amava responder a Deus em louvor: o rei Davi de Israel. Ele viu o gigante Golias cair por seu estilingue, foi perseguido pelo homicida rei Saul e viu a nação de Israel reunir-se sob sua própria liderança. Em todas estas situações, no entanto, Davi investiu tempo para escrever e cantar salmos de louvor ao seu Deus soberano. Ele escreveu, por exemplo, “Nos céus, estabeleceu o Senhor o seu trono, e o seu reino domina sobre tudo” (Salmos 103:19). Davi entendeu que em todas as circunstâncias podemos adorar e agradecer a Deus por Seu cuidado e controle.
Qual a sua situação hoje? Um momento de bênção ou de provações? Em qualquer acontecimento, lembre-se do exemplo de Davi e cante louvores a Deus por Seu governo em nossas vidas.

Aleluia! Louvai a Deus […] Louvai-o pelos seus poderosos feitos… — Salmos 150:1-2

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Te amar - Nívea Soares


Mural


Pense Nisso


"Um novo mandamento lhes dou: Amem-se uns aos outros. Como eu os amei, vocês devem amar-se uns aos outros.  João 13:34

Compromisso com o cuidado

Levai as cargas uns dos outros e, assim, cumprireis a lei de Cristo. —Gálatas 6:2
Durante os meses seguintes à morte da mãe de minha esposa, recebemos muitos cartões e cartas da equipe da casa de repouso que havia cuidado dela tão amavelmente e passado com nossa família pelo processo de perda. Uma carta nos oferecia sentimentos esperando que pudéssemos lidar construtivamente com o luto; outra dizia, “Agora que o dia do aniversário de sua mãe se aproxima, lembramo-nos dela e nossas orações e pensamentos estão com vocês e com sua família.” Estes incríveis assistentes sabem que o luto é um processo contínuo e que requer ajuda contínua e suporte. Eles demonstram compaixão profunda em tudo o que fazem.
As palavras de Paulo “Levai as cargas uns dos outros e, assim, cumprireis a lei de Cristo” (Gálatas 6:2) vêm como um ponto de exclamação à sua descrição da vida no Espírito. Em contraste com os atos destrutivos, autocentrados da natureza pecadora (Gálatas 5:19-21), o fruto do Espírito Santo em nós e por meio de nós é “…amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio…” (vv.22-23). A grande liberdade que temos em Cristo nos permite servir uns aos outros em amor (v.13).
Uma palavra de encorajamento a um amigo em sofrimento pode vir como chuva refrescante. Quando continuamente nos preocupamos com outros de maneira tangível, isso se desenvolve em uma corrente doadora de vida, de cura e amor.

A compaixão é a capacidade de praticar o amor de Cristo.

terça-feira, 26 de junho de 2012

Coração igual ao Teu - Diante do Trono


Prepare-se


 Em breve mais informações.

Mural

(clique para ampliar)

Pense Nisso


Mas quem ama a Deus, este é conhecido por Deus.  1 Coríntios 8:3

Encurralado


…orai pelos que vos caluniam. —Lucas 6:28
Certo domingo de manhã, D. L. Moody entrou em uma casa em Chicago para acompanhar algumas crianças à escola dominical. Durante sua visita, três homens o encurralaram em um canto e o ameaçaram. “Olhem,” Moody disse. “Pelo menos deem-me a chance de fazer uma oração”. Os homens acabaram permitindo que ele clamasse a Deus e Moody orou por eles tão sinceramente que acabaram indo embora.
Se eu estivesse no lugar de Moody, teria pedido ajuda ou procurado a porta dos fundos. Não tenho certeza de que teria feito o que Jesus ordenou a Seus seguidores: “…orai pelos que vos caluniam” (Lucas 6:28).
Orar pelas pessoas que nos tratam com desprezo é uma maneira de fazer “…o bem aos que vos odeiam” (v.27). Jesus explicou que os cristãos não recebem créditos por permutar atos de bondade com pessoas “boas”. Ele disse, “…Até os pecadores fazem isso” (v.33). No entanto, abençoar aqueles que nos perseguem (Romanos 12:14) nos separa deles e nos alinha com o Altíssimo, porque Deus é bom mesmo com os perversos (Lucas 6:35).
Caso você se sinta “encurralado” por alguém, procure segurança se for necessário, e siga o ensinamento de Jesus: ore por essa pessoa (Lucas 23:34). A oração é nossa melhor defesa.

Pagar o bem com o bem é humano; pagar o mal com o bem é divino.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

A Canção do Amor - Diante do Trono


Tudo que você queria saber...

(clique para ampliar)

... mas nunca teve coragem de perguntar!


Pense Nisso



"Qual de vocês que, possuindo cem ovelhas, e perdendo uma, não deixa as noventa e nove no campo e vai atrás da ovelha perdida, até encontrá-la? Lucas 15:4

A busca


Ninguém pode vir a mim se o Pai, que me enviou, não o trouxer… —João 6:44
Tiago foi diagnosticado com problemas cardíacos, e sua esposa, Rebeca, já não podia mais cuidar dele ou de si mesma de maneira apropriada. Começaram então a procurar por uma casa de repouso. Uma das primeiras perguntas que Rebeca fazia quando visitava cada uma delas era: “Vocês servem alimentos pastosos?” Ela se preocupava, pois Tiago precisava ter o tipo de alimento adequado à sua dificuldade de engolir. Muitos lugares respondiam “não” e ela continuava sua busca. Finalmente ouviu um “sim” em uma casa cristã de repouso.
Apesar de não crerem em Jesus e terem freqüentemente discutido sobre Ele com um vizinho cristão, Tiago e Rebeca escolheram aquele lar por causa da comida pastosa. Eles começaram a freqüentar os cultos na capela, ouviram o evangelho e sentiram-se bem cuidados pelos funcionários do local. Certo dia Tiago entregou sua vida a Cristo. Ele acredita que Deus o estava seguindo (João 6:44) e que usou a comida pastosa para trazê-los àquele lar cristão onde ele recebeu cuidado do povo de Deus e ouviu sobre o perdão de Cristo.
A conversão é uma obra de Deus; Ele atrai pessoas a si em amor e usa as circunstâncias, Sua Palavra, pessoas e até mesmo a comida pastosa para sensibilizar os corações. Encoraje-se a testemunhar sobre o Pai. Ele usará as suas palavras e ações para tocar aqueles que precisam de Cristo.
O ímã que une os cristãos e atrai não-cristãos a Cristo — chama-se amor.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Brilhar por Ti - Leonardo Gonçalves


Informativo

(clique para ampliar) 

(clique para ampliar)

Pense Nisso

Jesus respondeu: "Está escrito: ‘Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus’"Mateus 4:4

Quando não testemunhar


Jesus, porém, guardou silêncio. E o sumo sacerdote lhe disse: […] nos digas se tu és o Cristo, o Filho de Deus. —Mateus 26:63

Onde moro, o beisebol é quase uma religião. Mesmo que fosse contra a lei falar sobre nossa equipe no trabalho, os fãs não conseguiriam deixar de fazê-lo, pois amam demais a equipe.

Isso traz à minha mente uma pergunta para os cristãos: Há momentos em que um cristão deveria não falar sobre Deus? Acho que sim. Diante de desafios dissimulados à nossa fé, o silêncio pode geralmente ser a melhor resposta. Na situação hostil da conversa de Jesus com Caifás, Ele primeiramente preferiu o silêncio (Mateus 26:63), entendendo que Caifás não estava interessado na verdade (v.59). Como nem sempre conhecemos o coração do outro, devemos ser sensíveis à liderança do Espírito em todas as situações “…para saberdes como deveis responder a cada um” (Colossenses 4:6).

Assim, se a resposta a uma pergunta provocar uma discussão interminável e não-cristã, é melhor interromper a conversa e recomeçar em outro dia.

Há outros momentos em que o silêncio pode ser o melhor? Se falar sobre fé nos impede de trabalhar, deveríamos nos manter concentrados em nossas tarefas. Ou se alguém demonstra resistência contínua, podemos escolher deixar de pressioná-lo. Lembre-se de que com a nossa conduta também podemos ser testemunhas da graça de Deus (1 Pedro 3:1-2).

O silêncio pode ser uma ferramenta de evangelismo.

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Eu escolho te louvar - Mariana Valadão


Segura Cristão!


Pense Nisso

Contudo, quando avaliei tudo o que as minhas mãos haviam feito e o trabalho que eu tanto me esforçara para realizar, percebi que tudo foi inútil, foi correr atrás do vento; não há qualquer proveito no que se faz debaixo do sol. Eclesiastes 2:11

Tentador e Tóxico

Então, entenderás justiça, juízo e eqüidade, todas as boas veredas. —Provérbios 2:9
As pesquisas garantem que carteiras de cigarro mais simples tornariam o fumo menos interessante para os adolescentes. Em resposta, os governos de diversos países implantaram legislação que exige que as companhias substituam a cor, logomarca e os textos promocionais nas embalagens de cigarro por alertas sobre saúde com imagens de pulmões doentes. Na realidade, o homem da Marlboro cede o seu lugar ao Cruel Anjo da Morte em uma tentativa de reduzir o número de mortes causadas pelo cigarro. Mas embalagens de cigarros não são a única coisa que podem ser tentadoras por fora, mas com um produto tóxico por dentro.
O livro de Provérbios no Antigo Testamento nos instiga a considerar cuidadosamente os resultados em longo prazo de todas as nossas escolhas. A frase recorrente “mas o fim” (Provérbios 5:4; 25:8; 29:21) é um alerta para que olhemos para o fim da estrada e perguntemos: aquilo que nos atrai nos levará a alegria ou tristeza, honra ou desgraça, vida ou morte? “Porque o Senhor dá a sabedoria, e da sua boca vem a inteligência e o entendimento. Ele reserva a verdadeira sabedoria para os retos…” (Provérbios 2:6-7).
Para evitar resultados trágicos de escolhas tolas é necessário adotar a sabedoria de Deus como nosso guia por toda a vida. “Então, entenderás justiça, juízo e equidade, todas as boas veredas” (v.9).
Sabedoria é compreender o que é realmente importante.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Som que vem dos céus - Nívea Soares


Pense Nisso


Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis. João 13:34

Um bom vizinho


Amados, se Deus de tal maneira nos amou, devemos nós também amar uns aos outros. —1 João 4:11
Em junho de 2011 quando enchentes desastrosas expulsaram os moradores de uma cidade norte-americana de suas casas, o povo daquela comunidade fez o que pareceu ser natural — ajudaram aqueles que necessitavam. Pessoas que moravam há mais de uma hora de distância dali apareciam para ajudar sem que ninguém pedisse. Alguns emprestavam seus trailers àqueles que haviam perdido suas casas e outros permitiam que suas garagens fossem usadas para armazenamento temporário. Eles demonstravam o significado de ser bons vizinhos.
Como seguidores de Cristo, ser bons vizinhos — demonstrar amor a outros — deveria ser algo natural para nós também (Mateus 22:39; João 13:35; 1 João 4:7-11). Mesmo que não tenhamos a oportunidade de reagir de maneira muito enfática a um desastre natural, podemos procurar maneiras de amar aqueles ao nosso redor. Para sermos bons vizinhos, podemos demonstrar misericórdia (Lucas 10:29-37), tratar outros de maneira justa (Levítico 19:13-18; Tiago 2:1-8), falar a verdade (Efésios 4:25) e perdoar-lhes por completo (Efésios 4:32; Colossenses 3:13).
Os cristãos podem ser os melhores vizinhos para se ter porque o nosso amor por outros flui da vida daquele que está sempre ao nosso lado — Jesus Cristo — que nos amou e sacrificou sua vida por nós.
Nosso amor por Cristo só é verdadeiro se realmente amarmos o nosso próximo.

terça-feira, 19 de junho de 2012

Juntos - Paulo César Baruk


Programe-se

(clique para ampliar) 

Pense Nisso

"Não espalhem calúnias entre o seu povo. "Não se levantem contra a vida do seu próximo. Eu sou o Senhor.  Levítico 19:16

Julgue adequadamente


…não dissestes de mim o que era reto… —Jó 42:7
Depois de uma revista divulgar uma história on-line listando a minha comunidade entre as dez primeiras cidades mortas da nação, os moradores ficaram ultrajados e registraram sua indignação, destacando as evidências contrárias. Um dos moradores foi até as últimas consequências para refutar o julgamento severo. Ele recrutou cidadãos locais para mostrar o centro da cidade em um vídeo que exibisse a vivacidade de nossa comunidade. O vídeo recebeu atenção internacional e a revista que havia publicado a notícia admitiu estar errada. Mas a organização que havia feito a “pesquisa” permaneceu firme na conclusão divulgada, ainda que fundamentada em critérios limitados.
A retratação da revista me surpreendeu porque a conclusão descuidada parecia indefensável. Mas então pensei em como é comum exercer julgamentos errôneos com base em pouquíssimas informações. Um dos exemplos bíblicos clássicos é o dos amigos de Jó. Eles concluíram erradamente, devido a uma série de tragédias ocorridas na vida de Jó, que ele havia pecado.
No fim das contas, Deus defendeu Jó e ofereceu uma conclusão surpreendente. Ele não repreendeu os amigos de Jó por julgarem-no, mas por falarem em falso sobre Ele, o próprio Deus (Jó 42:7). Este é um lembrete, uma lição de humildade de que, quando exercemos julgamentos descuidados sobre outros, estamos pecando contra Deus.
Se você é cristão, lembre-se de que as pessoas julgam seu Senhor conforme o que veem em você.

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Tua Palavra - Paulo César Baruk


MegaTrans

Em Julho, acontece a MEGA TRANS – Jesus Transforma, ou seja, uma ação missionária que envolverá milhares de voluntários na proclamação do evangelho. Estamos precisando de voluntários que, durante uma semana, acompanhará diversas ações missionárias pelo bairro do Jardim Tremembé. Ajude-nos a divulgar o ide de Cristo, disponibilizando seu tempo, dom e talento.

É importante ressaltar que não estamos buscando profissionais ou pessoas experientes em missões, mas sim aqueles que querem proclamar aquilo que Jesus fez na sua vida.  

Contamos com sua colaboração para esta campanha, inclusive você que só pode participar aos finais de semana!

Todos são bem vindos!
  
Nota: Como esta ação é promovida pela Junta de Missões Nacionais ainda não temos as datas confirmadas, porém temos a certeza que acontecerá no mês de JULHO. Para mais informações e para conhecer a fundo o projeto acesse  www.sejaluz.com

Rede de Oração

terça-feira20h

Segura Cristão!


Você é nosso convidado para curtir momento de muita comunhão! 

Pense Nisso

"Qual de vocês que, possuindo cem ovelhas, e perdendo uma, não deixa as noventa e nove no campo e vai atrás da ovelha perdida, até encontrá-laLucas 15:4

Bem escondido

Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti. —Salmo 119:11
Quando nasci, meu tataravô já não conseguia mais enxergar. Ele era conhecido pelos lindos objetos de madeira que havia talhado — e também como alguém que citava muitos versículos das Escrituras. Ele e seu amigo Eli frequentemente compartilhavam versículos que conheciam. Um pouco de espírito competitivo ficou evidente ao admitirem que Eli citava mais referências enquanto meu tataravô conseguia citar mais versículos.
Hoje, a família frequentemente se lembra dele como o “avô cego.” A memorização das Escrituras tornou-se para ele um guia de vida quando perdeu sua visão física. Mas por que é importante memorizarmos a Palavra de Deus?
O Salmo 119 nos dá instruções sobre como seguir a Deus escondendo Sua Palavra em nossos corações. Primeiro, desta maneira, nos armamos quando a tentação chega (v.11; Efésios 6:17). Em seguida, ao meditarmos em Sua Palavra, passamos a conhecê-lo melhor. E por último, quando temos Suas palavras gravadas em nossas mentes temos mais condições de ouvir Sua voz quando Ele nos instrui e guia. Usamos essas frases das escrituras quando falamos com Ele, quando o adoramos e testemunhamos ou ensinamos a outros (Colossenses 3:16).
A Palavra de Deus é “…viva, e eficaz…” (Hebreus 4:12). Esconda suas preciosas palavras “em seu coração” (Salmo 119:11) onde estarão sempre com você.
Quando a Palavra de Deus está escondida em nossos corações, Seus caminhos se tornarão nossos caminhos.

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Take it all - Hillsong


Informativo...

(clique para ampliar) 

(clique para ampliar) 

Garanta sua vaga!


Amanhã tem...

SÁBADO19h30

Pense Nisso

"Os sacrifícios que agradam a Deus são um espírito quebrantado; um coração quebrantado e contrito, ó Deus, não desprezarás."  Salmos 51:17

Achados e Perdidos


… Alegrai-vos comigo, porque achei a dracma que eu tinha perdido. —Lucas 15:9
Há algum tempo não conseguia encontrar meu cartão de crédito. Comecei a procurá-lo freneticamente porque perder um cartão de crédito não é algo insignificante. Os pagamentos automáticos e compras diárias seriam interrompidos até que eu tivesse outro cartão. Sem pensar na possibilidade de alguém tê-lo encontrado e fazer compras à nossa custa. Senti grande alívio quando minha esposa encontrou o cartão no chão sob a mesa do computador.
No livro de Lucas 15:8-10, Cristo contou a história de algo que estava perdido — uma moeda valiosa, que equivalia ao pagamento por dias de trabalho. A mulher que a perdeu estava tão preocupada em encontrá-la que acendeu uma lâmpada, vasculhou a casa e cuidadosamente procurou até encontrar. E depois disse a suas amigas “…Alegrai-vos comigo, porque achei a dracma que eu tinha perdido” (v.9). Jesus então falou sobre a moral da história: “…de igual modo, há júbilo diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende” (v.10).
As pessoas têm muito valor para Deus. Aqueles que não o conhecem estão perdidos em seus pecados. Cristo pagou o preço máximo ao morrer na cruz pela redenção de todos. Você conhece pessoas que estão perdidas? Peça ao Senhor por uma oportunidade para compartilhar as boas-novas com elas para que se arrependam de seus pecados e sejam encontradas por nosso Deus misericordioso.
Para ser encontrado, primeiro admita estar perdido.

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Quão Grande é o Meu Deus - Soraya Moraes


Pense Nisso



O ladrão vem apenas para furtar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente. João 10:10

O Cordeiro que é Leão


“para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho... e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor.” Filipenses 2:10-11
No livro de Apocalipse 5, o apóstolo João retrata Jesus, o Leão de Judá (v.5), como um cordeiro ferido (v.6). Ao mencionar essa figura descritiva, o pregador Charles Spurgeon perguntou: “Por que nosso exaltado Senhor deveria aparecer em glória com Suas chagas?” E ele mesmo respondeu: “As chagas de Jesus são Sua glória.”
O símbolo de um cordeiro não representa, tipicamente, poder e vitória. A maioria das pessoas prefere símbolos de força que as convidem à admiração. No entanto, Deus escolheu ser encarnado como um bebê, parte do lar de um pobre carpinteiro. Ele viveu como pregador itinerante e morreu “…como cordeiro foi levado ao matadouro…” (Isaías 53:7) em uma cruz romana. Todos, incluindo Seus discípulos, pensaram que Sua crucificação significava o fim do único que havia ousado desafiar a ordem religiosa estabelecida de Seus dias. Mas quando Jesus Cristo ressuscitou, Ele demonstrou de maneira poderosa o incomparável poder e a glória de Deus.
Está chegando o dia em que Jesus retornará em glória para governar o que lhe é de direito. Nesse dia, todos se curvarão diante dele e dirão: “…Digno é o Cordeiro que foi morto de receber o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor. ” (Apocalipse 5:12). Jesus, o cordeiro que também é o leão, merece nosso louvor!
Para honrar nosso Rei, cantamos Seus louvores.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

One way - Hillsong



Pense Nisso



Respondeu Jesus: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim. 
João 14:6

O melhor professor


Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios… —Salmo 1:1
Ao conversar com jovens a respeito de como se preparar para o futuro, ouvi muitos dizerem o seguinte: “Precisamos viver como o mundo, passar por situações mundanas para nos fortalecermos.”
Este tipo de pensamento tem engolido muitos cristãos imaturos e eventualmente os afasta de Deus. Sim, estamos no mundo (João 17:15) e somos expostos a contextos não-cristãos (escola, trabalho, vizinhança), mas precisamos ser cuidadosos para que a exposição a tais situações não nos leve a adotar filosofias mundanas. Todos nós amadureceríamos mais rapidamente se seguíssemos o padrão divino sugerido em Salmo 1:1.
Primeiro, não deixemos que nossas decisões e escolhas sejam controladas pelo “conselho do ímpio”. Segundo, não deveríamos nos colocar em posições em que aqueles que não conhecem Jesus possam influenciar indevidamente nosso processo de pensamento. Terceiro, evitemos nos acomodar confortavelmente com aqueles que zombam de Deus, de Sua Palavra e de Seu papel em nossas vidas a ponto de sua maneira de pensar ser correta para nós.
O conselho vindo de tais fontes nos afasta de Deus. É melhor sermos treinados, guiados e recebermos conselho da santa Palavra de Deus e daqueles que a conhecem e a amam. Nosso melhor professor é Deus e Sua Palavra, não nossas experiências.
Deixe que a Palavra de Deus preencha sua memória, governe seu coração e oriente sua vida.

terça-feira, 12 de junho de 2012

Posso Clamar - Eyshila


Comunhão

(clique para ampliar) 

Venha desfrutar momentos de muita comunhão! 

Garanta sua vaga


Pense Nisso


Simão Pedro lhe respondeu: "Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras de vida eterna. João 6:68

Pavões e sua linhagem

…o poder se aperfeiçoa na fraqueza… —2 Coríntios 12:9
Pavões machos são criaturas resplandecentes com cauda alongada enfeitada com “olhos” coloridos em tons de dourado, vermelho e azul e plumagem azul-esverdeada iridescente. Eles são pássaros incrivelmente belos, mas têm patas feias!
Para ser honesto, a maioria de nós tem algum tipo de limitação física. Pode ser algo que carregamos por toda a vida ou que adquirimos recentemente.
Paulo descreve sua deficiência como um “espinho na carne” que o mantinha humilde (2 Coríntios 12:7-9). Por três vezes ele pediu ao Senhor que removesse o espinho, provavelmente pensando que poderia servir melhor a Deus. Mas o Senhor lhe garantiu, “…A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza…” Paulo respondeu: “…De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo” (v.9).
Uma das ironias da fé é que Deus geralmente nos escolhe para cumprir Suas tarefas mais importantes independente de nossas imperfeições e não devido a nossas habilidades de oratória, nossa aparência ou preparação para a tarefa. O missionário Hudson Taylor disse: “Deus estava procurando alguém fraco o suficiente para usar e encontrou (você e eu)!” Quando encontramos nossa força nele, Ele pode nos usar de maneira que jamais poderíamos imaginar (v.9).
A força de Deus é mais bem vista em nossas fraquezas.

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Dá-me um coração igual ao Teu - Diante do Trono


Pense Nisso

Não devam nada a ninguém, a não ser o amor de uns pelos outros, pois aquele que ama seu próximo tem cumprido a lei.  Romanos 13:8

Um círculo de amigos


Mas, agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, fostes aproximados pelo sangue de Cristo. —Efésios 2:13
Muitos estudantes de ensino médio que têm autismo ou síndrome de Down sentem-se excluídos e ignorados. Eles frequentemente comem sozinhos em uma lanchonete cheia de pessoas porque outros estudantes não sabem como se relacionar com eles ou simplesmente não se importam. Para lidar com esta necessidade, uma fonoaudióloga iniciou o “Círculo de amigos” — um programa que une estudantes em duplas: um estudante com algum tipo de incapacidade e outro sem nenhuma para almoços e atividades sociais. Por meio disso, estudantes com necessidades especiais e aqueles sem incapacidades que se tornaram seus amigos são continuamente enriquecidos e transformados pelo dom da aceitação, da amizade e compreensão.
Ser incluído está no cerne do evangelho de Cristo. “Mas Deus, sendo rico em misericórdia […] estando nós mortos em nossos delitos, nos deu vida juntamente com Cristo, pela graça sois salvos” (Efésios 2:4-5). Por meio da fé em Cristo, nós que antes estávamos longe, fomos aproximados pelo sangue de Cristo (v.13).
Nosso lugar privilegiado como membros da “família de Deus” (v.19) deveria nos dar olhos para ver e corações para preocupar-nos com aqueles ao nosso redor que são ignorados e estão solitários. Se hoje, cada um de nós se preocupasse em ser solidário a alguém, quanta diferença isso faria para todos nós.
Seja amigo e encoraje o solitário; fortaleça o cansado.