terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Isso é #Rede

hoje20h00 

Pense Nisso


É necessário que ele cresça e que eu diminua.  João 3:30

Me convém diminuir


Ir Além


Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me;

Refletindo nos últimos acontecimentos da minha vida cheguei à conclusão de que temos a tendência à comodidade, ao conforto. Alcançamos alguns patamares na vida e simplesmente nos contentamos. Contentamo-nos em ser quem somos como filhos, irmãos, marido, esposa, pais e trabalhadores.  Contentamo-nos em ser quem somos como servos de Deus e é aqui que mora o verdadeiro perigo.

Refleti sobre isso, pois estava acomodada. Comecei a caminhar.  Achava que isso já era o suficiente. Entrei para a academia e achei que o treino de adaptação era o necessário. Mudei para um novo treino e pensei: esse é o meu limite! Agora, analisando o caminho percorrido, vejo quantos passos eu dei. Quantos degraus eu subi. Posso fazer muito mais por mim porque vi os resultados e constatei que dá frutos.

Somos mais insistentes quando o objetivo é a nossa pessoa. Somos egoístas, centrados em nós mesmo. Queremos nosso conforto. Mas digo que se não prosseguirmos em conhecer a Deus e viver como Jesus viveu nada do que façamos para nós valerá apena. Pode até ter algum valor para nossa vida aqui, mas na vida que está porvir não valerá de nada.


Aí fica o questionamento: O que tenho buscado em minha vida? Ao que tenho dado prioridade? Com o que tenho gastado meu tempo, meus dons, meu dinheiro? Prioridade é o meu conforto ou a minha cruz?

 Reflita

...Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á. Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma? (Mateus 16:24-26)

 Por Aline Lopes 

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Pense Nisso


Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós. 1 Pedro 5:7

Your Love Never Fails - Jesus Culture


Quando o Vento Sopra


Bendito seja o Deus […] que nos conforta em toda a nossa tribulação… —2 Coríntios 1:3-4
Haroldo , Kátia e seus três filhos estavam numa área arborizada quando um tornado surgiu. Kátia descreveu-me sua experiência muitos anos depois:
“Meu marido e meu filho mais velho estavam um pouco distantes, mas meu filho mais novo e eu nos abrigamos numa cabana. Ouvimos um som como se fosse de cem vagões de trem e instintivamente nos atiramos no chão e nos protegemos. A cabana começou a se desmontar e fechei meus olhos por causa de todos os escombros que voavam. Senti como se ela estivesse subindo num elevador e depois sendo lançada no ar. Aterrisei num lago e agarrei-me aos escombros para flutuar.”
Tragicamente, no entanto, o filho mais novo deles não sobreviveu. Haroldo ao falar sobre a perda, disse: “Choramos todos os dias por seis semanas. Mas acreditamos que a amorosa soberania de Deus permitiu que o tornado viesse onde estávamos. E também fomos consolados com o fato de nosso filho conhecer o Senhor.”
Quando alguém que amamos é levado e somos deixados para trás, surgem muitas perguntas. Em momentos como esses, Romanos 8:28 pode servir de grande encorajamento: “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.” A confiança deste casal na amorosa soberania de Deus trouxe-lhes consolo em meio ao seu pesar (2 Coríntios 1:3-4).

Nosso maior consolo na tristeza é saber que Deus está no controle.

Por Dennis Fisher para o Pão Diário

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

isso é #rede

sábado19h30

Pense Nisso


"Ninguém conseguirá resistir a você, todos os dias da sua vida. Assim como estive com Moisés, estarei com você; nunca o deixarei, nunca o abandonarei." Josué 1:5

Walk by Faith - Jeremy Camp


Escondido na Rocha


O Senhor e a minha rocha, a minha cidadela… —Salmo 18:2
Conta-se a história de um jovem pregador chamado Augustus Toplady, que estava caminhando na região campestre inglesa quando uma repentina tempestade varreu todo o cenário. Toplady avistou uma grande formação rochosa com uma abertura — uma fenda — onde ele se abrigou até que a tempestade passasse. Enquanto aguardava o fim do dilúvio, contemplou a conexão entre seu abrigo e a ajuda de Deus nas tempestades da vida.
Ele não tinha papel para escrever, mas encontrou uma carta de jogo no chão da estrutura cavernosa e começou a escrever as palavras do maravilhoso hino Rocha Eterna.
Escrito durante aquela tempestade em 1775, este hino tem sido fonte de força para cristãos desde então.
Rocha eterna, foi na cruz, que morreste tu, Jesus. Vem de ti um sangue tal, Que me limpa todo o mal. Traz as bênçãos do perdão; gozo, paz e salvação (CC 371).
Pense em suas lutas. Você precisa de um lugar para se esconder? Você precisa de alguém que o abrigue das investidas da vida? Você precisa da certeza de ter sido perdoado? Como Toplady vivenciou, nós podemos encontrar abrigo e segurança em Deus.
Não lute sozinho contra as tempestades da vida. Procure abrigo em Deus, peça a Ele que o proteja. Certifique-se de que você já recebeu o Seu perdão. Aproxime-se da Rocha Eterna. É o lugar mais seguro da vida.

Quando o mundo ao seu redor estiver desmoronando, Deus é a rocha em que você pode se firmar.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Pense Nisso


Medley Asaph Borba - Diante do Trono


A Terra do Mais...


Nós, porém, segundo a sua promessa, esperamos novos céus e nova terra, nos quais habita justiça. —2 Pedro 3:13
Em um comercial de televisão que vi recentemente, as crianças discutiam no assento de trás do carro sobre onde deveriam jantar. Uma queria pizza; a outra preferia frango. A mamãe, no assento dianteiro do passageiro, disse: “Hoje vamos comer hambúrgueres.”
Papai rapidamente resolveu a discussão familiar com a seguinte ideia: “Vamos parar num restaurante bufê, e cada um poderá comer o que e o quanto quiser.” O comercial termina assim: “Resolva os problemas da refeição em sua família. Vá ao restaurante a ‘Terra do Mais.’”
Quando vi o comercial, pensei em outra “Terra do Mais”: o céu. É um lugar onde haverá tudo o que precisarmos. O principal é que estaremos na presença do Deus Todo-Poderoso. Ao descrever o céu, o apóstolo João disse que lá “…estará o trono de Deus e do Cordeiro…” (Apocalipse 22:3). Nossas almas sedentas serão completamente satisfeitas com o “rio da água da vida” que sai do Seu trono (22:1), porque Ele diz ao Seu povo, “…Eu, a quem tem sede, darei de graça…” (21:6). Outro “mais” nesta terra será a árvore da vida “…para a cura dos povos” (22:2). Não encontraremos nesta terra do “mais” as maldições (22:3), a morte, a tristeza e as lágrimas (21:4).
No mundo porvir seremos completamente satisfeitos. Você está pronto para ir?
Terra — um lugar de lutas; céu — um lugar de alegrias.

Por Anne Cetas para o pão diário

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Pense Nisso


You Are For Me - Kari Jobe


Calhas e Janelas


…amor que procede de coração puro […] e de fé sem hipocrisia. 1 Timóteo 1:5
Enquanto passeávamos em família, uma placa impecavelmente branca com letras vermelhas perfeitas chamou minha atenção “Calhas e Janelas — Trabalho de qualidade garantida.” A placa estava perfeita, mas temi que a casa e o celeiro logo atrás despencassem a qualquer momento. A tinta estava descascando, as janelas estavam rachadas e não havia calhas!
Muitos de nós anunciamos Jesus, mas nossas casas espirituais estão em mau estado. Podemos ir à igreja, falar o “evangeliquês” e misturarmo-nos sutilmente com os outros. Mas quando nossa conduta não se alinha com nossos corações, nosso comportamento de primeira classe reflete apenas um desempenho religioso. Quando Jesus confrontou os fariseus, Ele disse: “…vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas, por dentro, estais cheios de hipocrisia e de iniquidade” (Mateus 23:28).
Jesus tinha uma mensagem diferente, mas igualmente direta para os Seus seguidores: “…não vos mostreis contristados como os hipócritas…” (6:16). A Bíblia nos encoraja a cultivar um “…amor que procede de coração puro […] e de fé sem hipocrisia” (1 Timóteo 1:5). Estas atitudes interiores devem transparecer em nossas palavras e ações (Lucas 6:45).
Considere o estado atual de sua experiência espiritual. Se as pessoas olharem além do que se ostenta externamente, descobrirão um coração autêntico?
Deus deseja que as nossas ações sejam reflexos de um coração puro.


Por Jennifer Benson Schuldt para o Pão Diário

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Pense Nisso


Mais que uma voz - Paulo César Baruk


Agradeça a Deus pela música



…e quando […] tocaram as trombetas e cantaram […] a glória do Senhor encheu a Casa de Deus. —2 Crônicas 5:13-14
A música tem um papel muito importante na Bíblia. De Gênesis a Apocalipse, Deus recruta os músicos para trabalharem a seu favor. Ele usa a música para chamar o povo à adoração e para enviá-los à guerra, para acalmar ânimos e para acender a paixão espiritual, para celebrar vitórias e lamentar as perdas. A música é uma forma de arte totalmente inclusiva para todas as ocasiões. Há seguidores e líderes, canções simples e complexas, instrumentos fáceis ou difíceis de tocar, melodias e harmonias, ritmos acelerados ou lentos, notas agudas ou graves.
A música é uma metáfora maravilhosa para a igreja, pois todos participam com aquilo que fazem melhor. Todos nós cantamos ou tocamos notas diferentes em momentos distintos, ao executarmos a mesma canção. Quanto melhor conhecermos nossa parte e melhor seguirmos o condutor, mais bela será a música.
O louvor é uma das melhores maneiras de utilizar a música. Quando o templo de Salomão estava pronto, os músicos louvaram e agradeceram a Deus. Enquanto faziam-no, “…a glória do Senhor encheu a Casa de Deus” (2 Crônicas 5:14).
Agradeçamos a Deus pela música bela, pois é como se fosse uma amostra do que será no céu, onde a glória de Deus habitará para sempre e onde o louvor a Ele nunca cessará.
Aqueles que louvam a Deus na terra se sentirão em casa no céu.

sábado, 21 de janeiro de 2012

Pense nisso


O Senhor, contudo, disse a Samuel: "Não considere a sua aparência nem sua altura, pois eu o rejeitei. O Senhor não vê como o homem: o homem vê a aparência, mas o Senhor vê o coração".  1 Samuel 16:7

No porão...



Quando caímos em pecado.
Quando nos sentimos fracos.
Quando vemos nossa fé vacilante.
Quando somos seduzidos.
Quando esquecemos a Quem pertencemos.
Quando não queremos ver a imagem refletida no espelho.
Quando a única coisa que queremos é esconder-nos.
Quando tentamos disfarçar o que precisamos acertar.
Quando nem a maquiagem e a roupa nova apaga a vergonha e a culpa.
Quando não temos mais para onde correr.

É para lá que vamos, o porão. 
Porão de fuga, de disfarce, porão de culpa, porão de vergonha.
Mas temos outra alternativa.
Há um outro esconderijo.
Lá encontramos perdão,  somos fortificados, somos reavivados e somos limpos.
Lembramos que somos filhos, lá temos Braços que nos mantém em segurança e nos faz acreditar novamente.
Vemos mais claramente, enxergamos o caminho certo a percorrer.
Temos Alguém que vai a no nosso encontro.

Lá é o Esconderijo do Altíssimo!
Venha filho Meu, agora!


"Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará" Salmos 91:1


Por Aline Lopes para Jubatrem                         



I need you more - Jesus Culture

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Isto é #Rede

sábado19h30

Pense Nisso


"Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém comer deste pão, viverá para sempre; e o pão que eu der é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo. João 6:51"

Ele Vem Pra Te Salvar - Comunhão e Adoração 6


Deus se Importa?



[Jesus] começou a sentir-se tomado de pavor e de angústia. E lhes disse: A minha alma está profundamente triste até à morte. —Marcos 14:33-34

Houve um ano horrível em minha vida quando três amigos meus morreram, um após o outro. Minha experiência com a morte dos dois primeiros não me preparou para a morte do terceiro. Não podia fazer nada mais, senão chorar.

Acho estranho, mas me conforta reconhecer que quando Jesus enfrentou a dor Ele reagiu de maneira similar as minhas reações. Conforta-me saber que Ele chorou quando Seu amigo Lázaro morreu (João 11:32-36). Isto me faz compreender como Deus provavelmente se sentiu com relação aos meus amigos, aos quais Ele também amava.

E no jardim, na noite antes da Sua crucificação, Jesus não orou: “Oh, Senhor, sou tão grato que me escolheste para sofrer em Teu lugar.” Não, Ele experimentou tristeza, medo, abandono e até desespero. O livro de Hebreus nos diz que Jesus bradou “com forte clamor e lágrimas, orações e súplicas a quem o podia livrar da morte” (5:7). Mas Ele não foi salvo da morte.

Será que é demais dizer que o próprio Jesus fez a pergunta que nos persegue: Deus se importa? Que outro significado poderia ter a Sua citação daquele salmo tenebroso: “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?” (Salmo 22:1; Marcos 15:34).

Jesus suportou Sua dor porque sabia que Seu Pai é um Deus de amor, em quem podemos confiar independente das aparências. Ele demonstrou fé de maneira que a resposta final à pergunta Deus se importa? — é um ressonante SIM! —PY

Quando sabemos que a mão de Deus está em tudo, podemos deixar tudo nas mãos de Deus.

Por Philip Yancey para o Pão Diário

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Pense Nisso


Senhor, Te Quero - Vineyard


Olho Mágico



…Deus […] se torna galardoador dos que o buscam. —Hebreus 11:6
Um de meus sobrinhos trouxe um livro de imagens da série Olho Mágico a uma reunião familiar. As imagens do livro parecem ter formas bidimensionais comuns, mas ao olharmos de certa maneira, a surperfície plana aparenta ser tridimensional.
Todos se revezaram tentando treinar os olhos para tornar visível a imagem tridimensional. Um dos familiares teve dificuldades para detectar a terceira dimensão. Muitas vezes percebi que ele estava com o livro aberto, olhando-o de diferentes distâncias e direções, mas apesar de não poder enxergar a imagem escondida, acreditava que estava ali porque outros a tinham visto.
Sua persistência me fez pensar sobre a importância de termos a mesma tenacidade em questões de fé. O perigo para aqueles que duvidam é deixarem de procurar por Deus por acreditarem que Ele não pode ser encontrado. Moisés alertou os israelitas que as gerações futuras se afastariam de Deus. Prometeu, no entanto, que aqueles que buscam a Deus de todo coração e de toda a alma o encontrarão (Deuteronômio 4:29). O livro de Hebreus confirma que Deus recompensa aqueles que o buscam diligentemente (11:6).
Se você luta para crer, lembre-se: Só porque você não vê a Deus não significa que Ele não existe. Ele promete ser encontrado por aqueles que o buscam.

Porque Deus é magnífico Ele será procurado; porque Deus é bom Ele será encontrado.

Por Julie Ackerman Link para o Pão Diário

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Pense Nisso



"Levantarei os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro. 
O meu socorro vem do SENHOR que fez o céu e a terra. Salmos 121:1-2"

Nada Vai Me Separar De Ti - André Valadão


Recuperando o Equilíbrio



…tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis. —Efésios 6:13
Nos últimos anos, minha esposa, Marlene, vem sofrendo de problemas no ouvido interno que a fazem perder o equilíbrio. Sem qualquer aviso, algo no interior de seu ouvido se altera e ela entontece. Se ela tenta sentar ou levantar-se, uma vertigem a impede — e ela então precisa se deitar. Nenhum esforço pode compensar o poder que o ouvido interno tem de interromper e incomodar. Sendo uma pessoa ativa, Marlene acha esses episódios inoportunos frustrantes.
Algumas vezes a vida é assim. Algo inesperado altera a nossa rotina e nos faz perder o equilíbrio. Talvez sejam as más notícias sobre o fim do nosso trabalho ou os resultados de exames médicos que nos incomodam. Pode inclusive ser um ataque de nosso inimigo espiritual. Em cada caso, nosso equilíbrio emocional é martelado e nos sentimos como se não pudéssemos suportar.
Momentos como esses deveriam nos levar a voltarmo-nos a Deus. Quando sentirmos que estamos perdendo o equilíbrio, Ele poderá ajudar. Ele nos provê os recursos espirituais para ajudar-nos a suportar. Paulo diz, “Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis” (Efésios 6:13).
Quando a vida nos dá rasteiras, não precisamos nos sentir frustrados. Com a força de Deus para nos levantar e a armadura de Deus para nos proteger, podemos permanecer inabaláveis.

Podemos suportar qualquer coisa se dependermos de Deus em todas as coisas.

Por Bill Crowder para o Pão Diário

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Isto é Rede


Você é nosso convidado para, junto com outros jovens, ter alguns momentos de comunhão, adoração e muita Oração. Começa hoje o nosso pequeno grupo que se reunirá quinzenalmente para orar e compartilhar os desafios de nossa idade. Nesta semana a reunião acontecerá na casa da Aline e do Jéferson, então, sairemos da porta da Igreja às 19h45.

Caso você queira ir, não chegará a tempo na igreja e não sabe onde é, entre em contato conosco em um dos nossos canais! 

Pense Nisso


"Mas ele me disse: "Minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza". Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse em mim." 2 Coríntios 12:9

Graça -Paulo C. Baruk


Despenseiros da Graça



Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus. —1 Pedro 4:10
Por causa de nossas vidas ocupadas, não é difícil nos encontrarmos na situação de Moisés em Êxodo 18. Sendo o único juiz do povo, ficava cercado “…desde a manhã até ao pôr-do-sol” (v.13) pelo povo que precisava de sua ajuda.
Na verdade, algumas pessoas — especialmente os pais jovens — dizem-me que se identificam com Moisés. Parece que precisamos desenvolver duas habilidades para sobreviver: uma avidez por ouvir (v.24) e a disposição em aceitar ajuda (v.25). Às vezes não aceitamos ajuda por causa do orgulho, mas esse não é sempre o caso.
No caso de Moisés, e frequentemente conosco, a vida simplesmente passa tão rapidamente e nos faz tantas exigências (vv.13-15) que mal temos tempo para reagir — quanto mais contemplar ou pedir conselhos a alguém. Talvez essa seja uma razão para as Escrituras nos lembrarem que devemos nos cercar de conselheiros que oferecerão sua experiência e sabedoria mesmo quando estivermos ocupados demais para pedir. Vemos nesta história o que Jetro fez por Moisés quando disse a seu genro que delegasse algumas de suas responsabilidades (vv.17-23).
Não seja dominado pelas responsabilidades. Busque conselho divino e faça o que lhe for dito.
Quando você conhecer a graça de Deus, desejará demonstrá-la.


Por Julie Ackerman Link para o Pão Diário

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012


"Mas ele me disse: "Minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza". Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse em mim. Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas  angústias. Pois, quando sou fraco é que sou forte.  2 Coríntios 12:9-10"

O meu Querer - Paulo César Baruk


Vista-se



…tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis. —Efésios 6:13
Quando eu jogava futebol americano na infância, precisei me acostumar com todos os aparatos que tínhamos que vestir. Correr com eficiência usando um capacete, proteção de ombros e uma variedade de outros itens de proteção podem de início, parecer estranho e desajeitado. Mas com o tempo, todos os apetrechos protetores tornam-se amigos constantes, que nos protegem de sérios ferimentos. Quando um jogador de futebol se veste, ele sabe que o equipamento é projetado para protegê-lo na batalha contra um oponente perigoso.
Como seguidores de Cristo, também enfrentamos um perigoso adversário — um inimigo espiritual que busca nos derrubar e destruir. Felizmente, nosso Senhor nos concede proteção e nos desafia a vestirmo-nos para a batalha espiritual.
Em Efésios 6:13, lemos, “Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis.” Em seguida, Paulo descreve nossa armadura — capacete, couraça, escudo, espada, cinto e calçados. Estas partes do equipamento espiritual são úteis somente se as vestirmos e usarmos — mesmo que a princípio, nos sintamos desconfortáveis. Fidelidade na Palavra (v.17), em oração (v.18) e no testemunho (vv.19-20) são essenciais para que nossa armadura passe a fazer parte de nós. Portanto, vista-se! A batalha começou!

A armadura de Deus é feita sob medida para você, mas é necessário vesti-la.


Por Bill Crowder para Pão Diário

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Isso é #rede

você não vai ser louco de ficar de fora...

sábado19h30


Centro da Tua Vontade - Nívea Soares


Pense Nisso


Destrave




Se me amais, guardareis os meus mandamentos. —João 14:15


Jesus deixou claro aos Seus discípulos que Ele é “…o caminho, a verdade e a vida…” (João 14:6). Ele é o único caminho para o Pai, e nossa crença e compromisso com Ele resulta em amor e obediência — e nos leva ao nosso eterno lar no céu.
Cristina, uma estudante de seminário em Minsk, Belarus, escreveu este testemunho: “Jesus morreu por todos, inclusive pelo mais desesperado pecador. O pior dos criminosos que vier até Ele em fé será aceito.
“Por muito tempo, Jesus vinha batendo à minha porta. Falando figurativamente, a porta do meu coração estava aberta, eu era cristã. Mas eu mantinha a trava de segurança posicionada, não entregando minha vida por completo a Ele.”
Cristina sabia que isso não estava certo e sentiu que Deus a constrangia a mudar. “Ajoelhei-me diante dele e abri as portas o máximo que pude.” Ela destravou a entrada.
Os seguidores de Jesus comprometidos farão o que Ele ordena — sem travas de segurança ou porta dos fundos. Sem reservar pequenos cantos de nossas vidas apenas para nós. Sem pecados secretos.
Se, como Cristina, você tem hesitado em entregar-se a Deus, este é o momento de se livrar das travas de segurança. Abra mão dessas restrições. Escancare as portas de sua vida, e experimente a alegria do discipulado obediente.


Nenhuma vida é mais segura do que a vida submissa a Deus.

Por David C. Egner para o Pão Diário

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Pense Nisso


Brilhar Por Ti - Leonardo Gonçalves


Atraindo os Perdidos



Eu vim como luz para o mundo… —João 12:46
Minha amiga Anna é freqüentemente parada na rua por pessoas que precisam de ajuda para se localizar. Isto já aconteceu com ela inclusive em outros países; e ela se pergunta se seria por causa de seu rosto sincero que parece confiável. Eu sugeri que talvez seja porque ela aparenta saber onde está indo. Outro amigo disse que talvez ela atraia os perdidos.
Todos esses atributos deveriam ser verdadeiros no povo de Deus no sentido espiritual. Como cristãos, temos propósito e direção, sabemos onde estamos indo e sabemos como chegar lá. Isto nos dá confiança ao caminharmos para cumprir o chamado de Deus em nossas vidas. Quando este tipo de confiança torna-se evidente para outros, o perdido nos procurará pedindo orientação.
Deus sempre manteve uma presença na terra para que as pessoas pudessem encontrá-lo. Sua primeira luz para o mundo foi a nação de Israel (Isaías 42:6). Depois, Salomão orou para que o grande nome de Deus atraísse pessoas para o próprio Deus (1 Reis 8:41-43). A luz da nação judia culminou em Jesus, “a luz do mundo” (João 9:5). E agora, os seguidores de Jesus devem ser a luz do mundo (Mateus 5:14). Como tal, é nossa responsabilidade mostrar às pessoas o caminho para se reconciliarem com Deus (2 Coríntios 5:18).
Deixe que os outros vejam sua luz para serem retirados da escuridão do pecado.
Por Julie Ackerman Link para o Pão Diário 2012